quinta-feira, 17 de agosto de 2017

La Rauxa Cafè i Bistrot inaugura exposição “Frida La Katrina”, de Eloir Jr.

Imagem: Kézia Talisin 

O temático e elegante La Rauxa Cafè i Bistrot no Ahú em Curitiba-PR, inaugura a exposição individual “Frida La Katrina” do artista plástico Eloir Jr.
Com curadoria do próprio artista, a mostra apresenta seis trabalhos inéditos na técnica mista sobre tela e estará em cartaz até outubro de 2017.

Frida Babuszka
Crédito: Kézia Talisin


Sobre a mostra:
Na recente produção “Frida e La Katrina”, o artista estende sua pesquisa de multiculturalidade e representa em suas tradicionais Babuchkas e Matriochkas a personagem do folclore mexicano, a “La Catrina” (nobre Dama da Festa do Dia dos Mortos) em união com a artista Frida Kahlo. Harmoniza-se então a gama das cores fortes e eslavas que também estão presentes na cultura mexicana, simbolismos e peculiaridades inerentes ao dito “pop folk”, que como resultado formata-se na sua assinatura artística de matriochkas /babuchkas. Desta comunhão surge um trabalho alegre, lúdico e colorido, que resgata as memórias culturais trazidas pelos diversos povos, onde o artista consegue demonstrar a convivência harmoniosa das etnias que fazem parte de sua terra natal, a terra de todas as gentes.

Matriochka La Katrina
Divulgação

Crédito: Lex Kozlik
Sobre o artista:
Eloir Jr. é artista plástico curitibano, pós-graduado pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná e graduado pela Universidade Tuiuti do Paraná, colunista cultural do Sztuka Kuritiba e Revista Paulista, curador e professor de arte. Há 20 anos expõe e estuda as etnias europeias no Estado do Paraná, com enfoque principal na cultura eslava da Polônia e Ucrânia, onde expressa seus trabalhos em harmonia com ícones paranistas, araucárias, pinhões e gralha azul. Possui em seu currículo diversas premiações, exposições individuais e coletivas, salões de arte e acervos nacionais e internacionais. Em 2010 representou o Estado do Paraná na cidade francesa de Vaire-Sur-Marne, em 2013 participou de exposição no Carrousel Du Louvre em Paris e em 2016 na Biblioteca Pública de Nova Iorque. 


Baabcia Katrina
Divulgação


Serviço:
Exposição “Frida La Katrina” de Eloir Jr.
Local: La Rauxa Cafè i Bistrot
Visitação: 16/08 a 16/10/2017
Das 11h às 19h
Endereço: Rua Eurípedes Garcez do Nascimento, 906 – Ahú
Curitiba-PR
Telefone: 3049-6972

Imagem: Divulgação
La Rauxa Cafè i Bistrot

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Exposição: "Impressões Outonais de Giverny"de Neiva Passuello

Convite: Divulgação

MASP - Dia dos Pais

Divulgação

Festival de Música do Sistema FIEP: inscrições até 14 de agosto

Imagens: Divulgação



O projeto vai revelar talentos artísticos dentro da indústria paranaense e das escolas do SESI, SENAI e IEL

            Está prestes a começar a edição 2017 do Festival de Música do Sistema FIEP que, neste ano, está em novo formato. Podem participar colaboradores das indústrias, dependentes diretos (filhos e cônjuges) e todos os alunos SESI, SENAI e IEL do Estado do Paraná, a partir de 14 anos. As inscrições vão até o dia 14 de agosto. Serão seis etapas regionais que acontecerão por meio de oficinas e finalizadas em um grande Sarau aberto ao público.
A etapa final – Estadual, terão 24 cantores, selecionados dentre todas as etapas regionais e os vencedores receberão troféu e premiação em dinheiro entregues durante o show da etapa final, que acontece em Curitiba, no Teatro SESI do Campus da Indústria.

Realizado pelo Departamento Regional do Sesi Paraná, através de sua Gerência de Cultura, o Festival de Música, além de promover a cultura local e revelar talentos paranaenses, visa fomentar e difundir a produção musical no país, fortalecendo a participação ativa na formação cultural dos participantes e colaboradores da indústria. Para participar desse grande festival, é possível se inscrever gratuitamente, o regulamento pode ser consultado no site www.sesipr.org.br/cultura   - Inscrições Festival de Música  - Edital 511/2017.

Interessados em participar, podem se inscrever como intérpretes nas categorias Música Regional, Música Sacra e Música Popular Brasileira. Cada candidato pode participar de apenas uma etapa regional, em uma categoria e com apenas uma música, individualmente ou em dupla.

As etapas regionais acontecerão nas cidades de Maringá, Toledo, Pato Branco, São José dos Pinhais, Guarapuava e Arapongas (calendário abaixo). A grande final acontece no mês de novembro em Curitiba.


• PERÍODO DE INSCRIÇÕES:

As inscrições são GRATUITAS e podem ser realizadas até o dia 14 de agosto. Saiba mais consultando o regulamento no Edital 511/2017, disponível no site www.sesipr.org.br/cultura


• QUEM PODE SE INSCREVER?

Trabalhadores das indústrias do Estado, seus dependentes diretos (filhos e cônjuges), alunos do SESI, alunos do SENAI e alunos do IEL no Paraná (a partir de 14 anos).


• DATAS E LOCAIS DAS ETAPAS CLASSIFICATÓRIAS:

23 de setembro: Maringá - SESI Maringá
Rua Antônio Carniel, nº 499 – Zona 5

30 setembro: Toledo - Casa da Cultura
Rua XV de Novembro, nº 1.638 – Jardim La Salle

07 de outubro: Pato Branco - Teatro SESI
Rua Xingu, nº 833 – Amadori

21 de outubro: São José dos Pinhais - Teatro SESI
Rua XV de Novembro, nº 1.800 – Centro

28 de outubro: Guarapuava - Teatro SESI
Rua Coronel Lustosa, nº 1.736 – Centro

04 de novembro: Arapongas - Arena Arte e Cultura SESI
Avenida Maracanã, nº 3.260 – Vila Bernardes

24 e 25 de novembro (etapa final): Curitiba - Campus da Indústria
Av. Comendador Franco, nº 1.341 – Jardim Botânico


Mais informações:



SESI CULTURA – Foi em 2008 que a Regional Paraná do Serviço Social da Indústria inaugurou uma área especificamente dedicada ao desenvolvimento de ações culturais ancoradas nas diretrizes previstas na Declaração Universal dos Direitos do Homem, como a diversidade, a pluralidade e a autonomia. Desde então, o Sesi Cultura Paraná tem promovido o acesso à cultura com foco em programas de formação artística e cultural, investindo em processos criativos, formação de plateia para todas as linguagens e na formação e desenvolvimento cultural com vocação local. O Circuito Cultural Sesi, o Festival Sesi Música, os Núcleos Criativos do Sesi, o Zoom Cultural, os Programas Sesi Música, Sesi Arte, Sesi Audiovisual e Sesi Artes Cênicas são exemplos de programas desenvolvidos pela Gestão Cultural do Sesi. De 2008 até 2016, mais de 927 mil espectadores tiveram acesso à cultura por meio de cerca de 7,5 mil eventos realizados pelo Sesi Paraná. Todas essas ações sempre tiveram como objetivo o acesso ao bem cultural para o trabalhador da indústria, seus dependentes e para a comunidade de um forma geral, além da difusão da arte em todas as suas manifestações, valorizando a diversidade e a pluralidade do povo brasileiro. http://www.sesipr.com.br/cultura/ |https://www.facebook.com/sesiculturapr/

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Maior grupo de capoeira do mundo comemora 50 anos com grande evento

Divulgação

Grupo Cordão de Ouro está presente em 80 países

Em sua admirável trajetória trilhada ao longo das últimas cinco décadas, a Associação de Capoeira Cordão de Ouro viu o sonho de dois amigos (Mestre Suassuna e Mestre Brasília) crescer e ganhar visibilidade internacional, em prol do ensino e da difusão esportiva e cultural da capoeira.

Para celebrar o cinquentenário, o grupo programou uma semana especial que acontecerá de 9 a 13 de agosto, em São Paulo.

O evento terá inúmeras atrações abertas ao público como aulas, apresentações, shows, debates, lançamento de CD e DVD e a participação de convidados estrangeiros.

Entre os destaques está o lançamento dos livros “Mestre Suassuna - Zum,zum,zum, Cordão de Ouro”, do Mestre Boca Rica, que narra a história do mestre Suassuana e do próprio Cordão de Ouro e do livro "Livro Mandinga em Manhattan" da  escritora e fotojornalista Lucia Correia Lima.

Uma história de superação e perseverança.
Eram tempos difíceis em que o país passava um dos seus períodos mais sombrios, no final dos anos 1960.

A capoeira, assim como outras expressões populares e culturais, enfrentava dificuldades para ganhar novos horizontes, principalmente em algumas regiões.

Mas isso não intimidou o mestre Reinaldo Ramos Suassuna.

Juntamente com o amigo Mestre Brasília, ele fundou, em 1 de setembro de 1967 ,a Associação de Capoeira Cordão de Ouro e, na sequência, a primeira academia.

A inspiração para o nome veio do refrão de uma música que tocou nos festivais daquele ano. Além disso, remetia a Besouro Cordão de Ouro, um capoeirista anterior às divisões Angola e Regional, modalidades que os mestres ensinavam.

Após um curto período de trabalho em conjunto, o Mestre Brasília decidiu fundar seu próprio grupo, o São Bento Grande.

Mestre Suassuna que estava há pouco tempo em São Paulo, vindo de sua cidade natal (Itabuna) na Bahia, continuou com suas atividades em sua primeira academia na capital paulista.

Era uma rotina intensa de apresentações, onde ele mostrava as técnicas do jogo e luta, aprendidas durante a infância e adolescência em terrenos de capoeira em Salvador.

A Capoeira Cordão de Ouro rapidamente se transformou em celeiro de talentos e logo começou a revelar os seus primeiros bambas.

Nomes importantes como Lobão, Esdras Filho, Tarzan, Belisco, Almir das Areias, Caio tiveram seus primeiros ensinamentos lá.

Com atuação primorosa, o Mestre Suassuna passou a ser visto como referência e foi responsável por formar diversas safras de mestres e equipes de capoeiristas, não apenas no Brasil.

Ao longo dos anos, ele sempre focou em aperfeiçoar ainda mais o seu trabalho, por exemplo, com inovações como o Jogo do Miudinho.

Nos 50 anos de existência, o Cordão de Ouro e, sem dúvida, o Mestre Suassuna, imprimiram com louvor um legado importante na história da capoeira mundial.

Atualmente, o grupo atua com diversas filiais no Brasil e no exterior presente em mais de 50 países,com cerca de 70 mil praticantes no mundo, mantendo a capoeira em um nível altamente técnico, interagindo velocidade, agilidade, elasticidade, criatividade, música e malícia, sem esquecer suas raízes.Hoje a Capoeira é praticada por crianças, jovens e adultos e inclusive deficientes. Ela promove a inclusão de inúmeros jovens em situação de risco social propondo ainda uma profissionalização dos mesmos.


http://grupocordaodeouro.com.br

Serviço
"Dia de Ouro da Cordão – 50 anos"
Data: de 10 a 12 de agosto de 2017 – 9h30
Ingresso: R$150,00 (inscrição para participante - Mestres e Capoeiristas) e grátis para o público
Local: Clube ADC Eletropaulo (Rua Peixe Vivo, 155 - Santa Helena, São Paulo – SP)

MARBÔ BAKERY OFERECE BRUNCH ESPECIAL DIA DOS PAIS COM APRESENTAÇÃO DO GRUPO DE CHORO “FOLHA SOLTA”

Divulgação


Dia 12 de agosto, próximo sábado, o brunch de Dia dos Pais, na MarbôBakery, será acompanhado do Grupo Folha Solta apresentando seu repertório do choro.

Sobre o Grupo
Formado em 2013 na escola de música Talento Musical, o Grupo Folha Solta já se apresentou em diversos espaços culturais da cidade de Curitiba, relembrando choros de compositores eternamente consagrados como Pixinguinha, Jacob do Bandolim, Waldir Azevedo, Ernesto Nazaré e Chiquinha Gonzaga. Em seu repertório estão incluídos diversos clássicos além de composições de artistas curitibanos.

Divulgação 
Sobre a Marbô
O menu exclusivo do Brunchinclui antepastos, petiscos, aperitivos, preparos quentes e sobremesas que pode ser servido direto da mesa gastronômica além de, opções servidas à la carte.








SERVIÇO:
Brunch Dia dos Pais
Apresentação Musical Grupo de Choro “Folha Solta”
Local: MarbôBakery – Residência Belotti
Endereço: R. Dr. Faivre, 621 - Centro, Curitiba – PR
Data: 12/08/2017
Horário: das 12h30 às 14h30
Couvert Artístico: R$ 10,00
Horário de atendimento: Segunda a sexta-feira das 11h às 18h
Sábado e domingo das 10h às 16h
Telefone: (41) 3121-1547 / 99871-0176


Solar do Rosário-Introdução à Psicologia de Carl Gustav Jung

Divulgação

Museu de Arte de Cascavel-Exposições e Eventos



Imagens: Convite Divulgação

Editora Todas as Musas anuncia o lançamento de: Doze Anos de Solidão de Milan Trsic


Divulgação





Curta o post do sorteio na fanpage do Autor no Facebook e concorra a um exemplar a ser sorteado na sexta-feira 11 de Agosto




Para adquirir, acesse o link da Livraria da Editora em:



Divulgação

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

MASP - ESCOLA

Divulgação

Editora Novo Século lança o segundo volume de Uma Pequena em Londres, de Maria Angélica Constantino

Divulgação

No dia 8 de agosto, às 19h30, na Livraria Curitiba do Catuaí Shopping (Rodovia Celso Garcia Cid, Km 377, S/N - Loja D1 - Gleba Fazenda Palhano), em Londrina, a Novo Século Grupo Editorial lança, pelo selo Talentos da Literatura Brasileira, a sequência de Pequena Londres. Trata-se de Uma pequena em Londres, de Maria Angélica Constantino, que nasceu em Londres, mas hoje vive em Londrina.
A obra tem tudo para agradar a leitores que apreciam uma delicada comédia romântica, já que é impossível não gargalhar em determinadas cenas. Além de apresentar situações cômicas, o livro agrada também aos que gostam de um drama para se debulhar em lágrimas. 

Segundo a ghost writer Kyanja Lee, nenhum fio ficou solto em relação ao primeiro volume. “Além da boa costura da trama, Maria Angélica evidencia que a vida é bem isso: uma sucessão de dores, sobressaltos, alegrias e pequenas vitórias. Em minha opinião, a espontaneidade das falas e das reações dos personagens é o ponto alto de sua narrativa. Nesse quesito, a autora é insuperável”, destaca ela.

A autora

Maria Angélica Constantino é londrinense, casada e tem dois filhos. Teve uma infância humilde, mas venceu os desafios com o apoio da família, muito estudo, trabalho e fé. Atua como administradora, além de ser voluntária em alguns projetos sociais. Adora viajar, ler e escrever. Se chora fácil, ri mais fácil ainda. Falante, anima qualquer ambiente, vive pagando micos e é sempre citada pelas amigas por algum causo. Acima de tudo, é capaz de fazer loucuras para defender os que ama. É autora de Pequena Londres, publicado pela Novo Século em 2016.

Referência em moda, Mônica Salgado vem à Curitiba

Divulgação


Ícone do mundo da moda, digital influencer e pioneira em inovações que fizeram história no mundo editorial. Esta é a palestrante que você não pode perder, uma mulher como você, com uma carreira surpreendente dentro do mundo da moda e do universo editorial.

A Forum Model Management traz à Curitiba Mônica Salgado, uma personalidade do mundo da moda, com uma carreira de 17 anos focada no universo feminino. A palestra será no dia 30 de agosto, às 20h, no Park Shopping Barigui, e será aberta ao público.
               
Esta será uma mega oportunidade para quem deseja ingressar no mundo da moda, digital influencer ou na carreira de modelo, segmentos que Mônica Salgado domina como ninguém. Formada em jornalismo pela PUC-SP, com MBA em Marketing de Moda, foi redatora-chefe da revista Vogue, e diretora da Glamour. 

À frente da Glamour, coordenou um projeto visionário que virou case de sucesso nacional e internacional. A marca – pioneira entre as revistas na atuação multiplataforma – tornou-se referência de conteúdo moderno, hiperconectado, engajador e supreendente. “O público que mais se identifica com Mônica são os jovens até 30 anos, conectadíssimo no ambiente digital, afinal, ela tem quase 292k seguidores no Instagram”, comenta Guilherme Schneider, diretor da Forum.

Este ano, Mônica Salgado deixou o cargo na Glamour para se dedicar a novos projetos profissionais, como palestras, geração de conteúdo e consultoria para marcas. “Além disso, ela está dedicada à produção de um livro de ficção do gênero chick lit (romances leves e divertidos, especialmente voltados ao público feminino)”, explica Schneider.
Mônica também passou pelas redações da Elle, da Contigo e da revista TPM, além de ter sido colaboradora da revista Veja, Exame, Capricho, Quem e do jornal O Estado de São Paulo, entre outros veículos. 

“Esta será uma palestra que interessará a diversos públicos, desde jornalistas até new faces, pois é uma carreira repleta de moda, beleza e sucessos editoriais”, afirma o diretor da Forum.

SERVIÇO
Palestra com Mônica Salgado
Data: 30 de agosto
Horário: às 20h
Local: Park Shopping Barigui
Endereço: Rua Prof. Viriato Parigot de Souza, 600 - Mossunguê
Mais informações: (41) 3077-7288 | Forum Model


Fotógrafa Simone Silvério mostra a relação dos pais nos primeiros meses do bebê

Divulgação


 Em homenagem ao Dia dos Pais, a fotógrafa Simone Silvério selecionou uma galeria linda de fotos que vai emocionar 

A participação do pai precisa começar ainda na gravidez, acompanhando todos os passos, do nascimento ao crescimento da criança. Em homenagem ao Dia dos Pais, que será comemorado no próximo domingo, dia 13 de agosto, a fotógrafa Simone Silvério, maior especialista brasileira em fotos de recém-nascidos e famílias, selecionou uma galeria de fotos incríveis que vão te fazer suspirar.
Nessa sessão, as mães perdem o protagonismo, estimulando que os pais se sintam cada vez mais íntimos na relação com o filho, especialmente nos primeiros dias de vida, que antes eram privilégio das mães.
“Em todas as minhas sessões procuro sempre fotografar essa relação ímpar que também é de imensa ternura. O que vale nesse momento é a troca de sentimentos, o aconchegar-se no colo paterno, o carinho, o beijo inesperado, o olhar de quem sabe que estará ali protegendo aquele bebê até a vida adulta", revela Simone Silvério.

Sobre a fotógrafa:
Simone Silvério é uma fotógrafa apaixonada pela maternidade e tudo que envolve esse universo. Mãe de quatro filhos, administradora de empresas com MBA pela FIA-USP, arquiteta formada pela FAU-USP, executiva com 15 anos de experiência no mercado financeiro internacional, deixou tudo para se tornar fotógrafa em tempo integral. É referência no mercado fotográfico nacional, comparada a fotógrafa australiana Anne Geddes, com quem fez, recentemente, um trabalho social no Brasil.  Simone é Fotógrafa Certificada pela associação de fotógrafos profissionais americanos PPA, é membro da associação americana de fotógrafos infantis NAPCP e presidente da Associação Brasileira de Fotógrafos de Recém-Nascidos ABFRN além de ser uma das fundadoras. Também é autora de diversos cursos sobre fotografia de bebês. Em 2017 fez seu primeiro calendário com fotos exclusivas de crianças inspiradas em contos infantis. E agora lança o livro “Fotografia de bebês paixão e técnica”, pela Iphoto Editora. 
Serviço:
Mídias Sociais:

"De Perséfone a Catrina: a mulher e o seu divino", exposição de Cida Demarchi

Divulgação

Fotografias revelam o universo feminino de forma lúdica e mística ao mesmo tempo

Divulgação


Exposição “De Perséfone a Catrina: a mulher e o seu divino” apresenta a beleza de um ser integral e belo na sua imensa complexidade e perfeição.

Por Emanuelle Spack

Trabalhar o universo feminino envolve questões que vão além da esfera da beleza. Ser mulher é muito mais que isso! E essa é a proposta da exposição “De Perséfone a Catrina: a mulher e o seu divino”, de Aparecida Moreira Demarchi, fotógrafa, designer e professora de dança, que retrata em 15 fotos impressas em tecido de seda, as inúmeras mortes e renascimentos de uma mulher ao longo do seu processo de amadurecimento. A mostra fica aberta de 07 de agosto a 15 de setembro, no Espaço de Arte Francis Bacon, da Ordem Rosacruz – AMORC, com entrada franca.

Divulgação


Em suas fotos, Cida Demarchi procura mostrar a essência do ser humano e seus sentimentos com um olhar único, sem preconceitos, registrando momentos de alegria, ternura, drama e arte. Para ela as fotos significam sua própria experiência de vida. “Um depoimento, um desabafo, um gesto de amor a todas as mulheres que merecem ser felizes”, conta Cida. Ela apresenta nessa mostra questões para um momento de reflexão sobre o que realmente é belo, é jovem, é pleno, além de acreditar na força da arte como um meio questionador e instigante no desenvolvimento de seres mais livres e mais leves.

Para integrar a esfera colorida desta exposição, outros elementos compõem o Espaço de Arte Francis Bacon: um fotolivro que traz diferentes imagens e conteúdos relacionados ao conceito de cada personagem da exposição; um pequeno altar dos mortos, uma réplica do que se encontra na festa do “Día de Los Muertos”, no México; e um cenário onde o visitante poderá fazer uma selfie caracterizado de “Catrina”.
Cida Demarchi utiliza a morte como recurso de diálogo porque entende que neste processo de desenvolvimento humano não há volta, ou seja, uma vez dado um passo à frente, não se volta mais. Algo como morrer para passar por uma experiência para renascer para outra. Então, a morte aqui tem uma perspectiva altamente positiva de continuidade e esperança.

A fotografia chegou em sua vida no ano 2008 quando Cida se inscreveu em um curso de fotografia para incentivar uma pessoa que estava precisando recomeçar a sua vida profissional. “No entanto, neste curso, encontrei uma professora muito especial, a Lya Uba. Uma mulher completamente apaixonada pela fotografia. Fui contaminada imediatamente. A partir daí experimentei vários segmentos da fotografia até chegar ao tema que mais me encanta: o ser humano, trabalhado no retrato. Aos poucos fui costurando as várias questões que me chamam a atenção dentro desta temática”, conta Cida.

Ao falar do feminino em seu trabalho fotográfico, Cida Demarchi revela que a dança foi determinante para enveredar por esse caminho do empoderamento da mulher. “Nesta série eu retrato as inúmeras mortes e renascimentos de uma mulher ao longo do seu processo de amadurecimento”.  E não é à toa que a mulher é um caso especial dentro deste tema, porque ela recebe uma carga de responsabilidades e cobranças muito acima dos limites suportáveis. Ser mãe, mulher, profissional, jovem, alegre e feliz não é sempre possível. Não nos modelos que se impõe. “No estúdio de dança eu ouço muitos depoimentos e todos são uníssonos: mulheres infelizes porque não correspondem ao que se espera delas, ou o que elas acham que se espera. Vejo mulheres lindas se sentindo feias, mulheres jovens achando que o tempo já passou, mulheres muito competentes se sentindo inseguras”. Pensando nisso, Cida traz todas essas questões para um momento de reflexão sobre o que realmente é belo, é jovem, é pleno. “Eu não tenho a pretensão de mudar o mundo, mas acredito na força da arte como um meio questionador e instigante no desenvolvimento de seres mais livres e mais leves”, ressalta a fotógrafa.

Este ano o Espaço de Arte Francis Bacon realizou a primeira oficina de arte-educação para crianças com idade entre 6 e 10 anos. De acordo com a coordenadora do Espaço, Marcela Lobo, esse projeto já estava incluído nos planos para ser implantado, “pois a arte está alinhada com a educação para promover o desenvolvimento integral do ser”, explica Marcela. A ideia consiste em desenvolver uma oficina em cada exposição com parceria dos artistas na elaboração de uma atividade. De acordo com Marcela “trabalhar a educação no universo artístico é uma nova oportunidade para que as crianças aprendam uma nova atividade”.

Com a exposição “De Perséfone a Catrina: a mulher e o seu divino”, Cida Demarchi vai organizar a segunda oficina de arte-educação, no dia 23 de agosto, com um exercício que envolverá o universo fotográfico, “uma tarefa para causar uma sensibilização do olhar para a fotografia, utilizando a pareidolia como forma lúdica para despertar esse olhar”, finaliza a fotógrafa. A oficina é gratuita, mas com vagas limitadas. Inscrições por e-mail para cultural@amorc.org.br

Divulgação
Sobre Cida Demarchi:

Cida Demarchi é membro da United Photo Press, uma ONG que atua há 27 anos na divulgação da arte (fotografia, pintura e escultura) através de exposições em museus da Europa e dos Estados Unidos; vice-presidente para o Brasil e curadora para fotografia da International Zarco Academy of Arts e vice-presidente para o Brasil e curadora da IAPAJ -International Association of Plastics Artists in Japan.











Serviço
Evento: “De Perséfone a Catrina: a mulher e o seu divino.”
Data: de 07 de agosto a 15 de setembro de 2017
Local: Espaço de Arte Francis Bacon – Ordem Rosacruz (AMORC)
Endereço: Rua Nicarágua, 2620 - Bacacheri - 82515-260 - Curitiba, Paraná.
Entrada: Franca
Horário: de segunda a sexta-feira das 13h30 às 17h.

Divulgação




La Pasta Gialla recebe a exposição "Spyrukets"de Raquel Frota

Divulgação


Arte Para Degustar!

O La Pasta Gialla, um dos restaurantes mais tradicionais da culinária italiana na cidade de Curitiba, com sua unidade no Espaço Gourmet do Park Shopping Barigui, apresenta desde 2014 a Gastronomia apreciada com Arte, que de lá para cá, sob a curadoria e orientação dos artistas visuais Carla Schwab e Eloir Jr., mantém a presença de obras em exposições especiais de artistas paranaenses e convidados.

Divulgação


Sobre a exposição:
Do reencontro com sua adolescência, a artista cria sua série Cápsula Spyrukets, e retorna a psicodélica década de 1970 na qual consegue inspirações para esta irreverente fase.
 
Amante das artes e admiradora das diversas expressões culturais, Raquel Frota retrata a sua inquietude gestual e matérica com forte presença pictórica, e revela figurações exóticas e descontraídas. A abstração funciona como cenário e palco para suas personagens, que interagem no bidimensional como atrizes de uma tropicália adormecida, e que acordam ao olhar da artista, repaginadas no século XXI. 

Na contemplação deste reencontro “Teenager” oferecido por Raquel Frota, ainda reside e persiste o seu inato gestual, de frenéticas pinceladas e generosas faturas plásticas, que são finalizadas com símbolos muito particulares. Suas Spyrukets são genuínas, resultado desta sensibilidade expressiva da artista, e em certo momento de sua criação, as ditas personagens inspiram moda e dão gênese há uma série de bonecas de pano e feltro.

Divulgação
Sobre a Artista:
Raquel Frota é graduada em psicologia pela PUC-PR, língua italiana pela Università di Perugia–Itália, frequentou o atelier de pintura da Associação Cultural Solar do Rosário com orientação da artista visual Carla Schwab, expondo suas obras em coletivas e individuais nos principais espaços culturais do país. Atualmente recebe orientação no curso de artes do Museu Alfredo Andersen em Curitiba-PR













SERVIÇO:
Exposição: “Spyrukets” de Raquel Frota
Local: La Pasta Gialla - Park Shopping Barigui
Endereço: Rua Pedro Viriato Parigot de Souza, 600 – Mossunguê
Curitiba-PR
Visitação: 07/08 à -07/11/2017
Horário de funcionamento do Shopping

Telefone: 41 3317-6910

La Pasta Gialla
Park Shopping Barigui
Imagem: Divulgação

sábado, 5 de agosto de 2017

Sebrae/PR promove primeiro Hackathon Audiovisual


Seminário realizado no sábado, dia 29 de julho, fez um “esquenta” para maratona de criação e programação, neste fim de semana

Sábado, 29 de julho, foi dia de “esquenta” no Sebrae/PR, em Curitiba. A instituição, que vai sediar o primeiro Hackathon Audiovisual do Brasil, no próximo fim de semana, promoveu o Seminário "Esquenta" Hackathon. O evento reuniu profissionais de diferentes áreas – como programadores, designers, produtores audiovisuais, pessoal criativo – para tratar de mercado e impacto do audiovisual na economia do Brasil, mercado de games, além de tendências, comportamento de consumo e tecnologias, como realidade virtual, internet das coisas e transmídia.

Na primeira palestra do Seminário, Erick Krulikowski, da iSetor, apresentou uma pesquisa da Fundação Dom Cabral que mostra o impacto econômico do setor audiovisual. Segundo o levantamento, a produtora típica brasileira tem cerca de quatro pessoas trabalhando, fatura R$ 720 mil/ano e tem cerca de sete projetos na carteira. “Essa realidade dificulta investimentos altos em produções. Percebemos um crescimento do setor, em vários segmentos, com aumento das horas veiculadas por produtoras independentes nos canais e apoio governamental expressivo”, resumiu.

Gerente de distribuição do Canal Futura, José Brito reforçou que a TV paga tem buscado novas estratégias de relacionamento com o público, por meio de tecnologias como games e chatbot. “O CDF, por exemplo, é um aplicativo de game de perguntas e respostas, montadas com base na grade de programação do Futura. Ao longo do jogo, o usuário também é convidado a ver vídeos na web, uma forma diferenciada de consumir o conteúdo do canal”, contou.

O conceito de narrativa transmídia– que ultrapassa a história do produto principal e incentiva uma imersão do consumidor em um universo interativo – foi debatido por Diego Lopes, da produtora Oger Sepol. “Estamos em um momento de questionamento do que funciona, do que não funciona, para rever conceitos e evoluir. Gostar de Harley, por exemplo, é um estilo de vida, que vai muito além de ter uma moto. Essa evolução tecnológica, de conteúdos que conversem de maneira interativa, cria um mar de possibilidade incrível para o mercado audiovisual continuar crescendo e gerando ainda mais valor”, defendeu.

Henrique Pires, do Núcleo de Novos Negócios Digitais do Sebrae Nacional, abordou a importância de se produzir conteúdo com base em dados de consumo, como a Netflix tem feito. “A série Stranger Things, que teve oito milhões de visualizações em seis dias, foi roteirizada em cima das recomendações do que os usuários da plataforma têm visto. É um exemplo de como a inteligência artificial está rearranjando os modelos de negócios e possibilitando a produção de conteúdo em função da necessidade”, explicou.

O Hackathon é uma maratona de criação e programação, em que equipes de até cinco participantes competem entre si para desenvolverem, em um fim de semana, uma solução inovadora, conforme o desafio proposto pela coordenação do evento. “Em 2015, fizemos o primeiro Hackathon do Varejo, e foi bem especial, outras cidades acabaram fazendo também. Percebemos que, com segmentação, os resultados acabam tendo mais foco, por isso, pensamos nessas soluções em projetos transmídia”, conta a consultora do Sebrae/PR Marielle Rieping.
A gestora dos projetos de Audiovisual do Sebrae/PR, Walderes Bello explica que, geralmente, as produtoras propõem projetos para TVs ou canais de internet. No entanto, acrescenta, a distribuição poderia ocorrer em várias plataformas, no conceito de transmídia. “A ideia do Hackathon é reunir esses profissionais de outras áreas para pensar de forma conjunta, a partir da proposta de conteúdo, novas propostas de distribuição, como aplicativos, blogs, games”, sugere.


Hackathon neste final de semana
Nos dias 5 e 6 de agosto, as 15 equipes multidisciplinares se reúnem para mais palestras e para pensar as soluções transmídia. Os participantes do Hackathon Audiovisual terão 18 horas para desenvolver seus projetos. Depois disso, uma banca avaliadora escolherá o melhor projeto e a equipe vencedora, que será reconhecida e premiada. A inscrição para a maratona custa R$ 30 reais e dá direito a um kit com camiseta e squeeze.

A programação completa pode ser conferida no hotsite http://www.sebraepr.com.br/PortalSebrae/sebraeaz/Hackathon, onde também é possível se inscrever para o evento. As vagas são limitadas, e ainda há algumas disponíveis para programadores. As demais vagas (designers, universitários, economia criativa e audiovisual) foram preenchidas. 

Sobre o Sebrae/PR
O Sebrae/PR – Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Paraná, criado na década de 1970, é a instituição que mais entende de pequenos negócios e possui a maior rede de atendimento do País. No Estado, conta com 6 regionais, 13 escritórios, e chega aos 399 municípios por meio de Pontos de Atendimento, Salas do Empreendedor e parceiros locais, como associações, sindicatos, cooperativas, órgãos públicos e privados. O Sebrae/PR oferece palestras, consultorias, orientações, capacitações, treinamentos, projetos e programas. Soluções com foco em ambiente de negócios, educação empreendedora, empreendedorismo e gestão, alto potencial, potencialização, liderança e startups.    

Oficina fotográfica: da criação a realização

Divulgação

Promovida pelo Centro Europeu, a atividade vai ensinar como compor todas as etapas de um projeto fotográfico

Nos dias 05, 12, 19 e 26 de agosto, o tradicional curso de fotografia do Centro Europeu, uma das maiores escolas de profissões da América Latina, vai apresentar uma oficina inédita que terá como tema o “Oficina fotográfica: da criação a realização”, que vai tratar do planejamento e estruturação de um projeto fotográfico, desde a idealização até a finalização. As aulas serão lideradas pelo renomados artistas André Rodrigues, Henry Milleo e Hamilton Zambiancki, criadores do projeto Café & Fotografia.

Com a intenção de detalhar cada fase do trabalho de um fotógrafo, a atividade vai orientar, de forma prática e interativa, como realizar toda a fase de pré e pós produção, desde definição do tema, estilo e estrutura do trabalho até o ato fotográfico e edição. A oficina terá duração de quatro encontros, que serão realizados aos sábados entre os dias 05 e 26 de agosto.

Voltado a iniciantes, estudantes e entusiastas,  vai explorar técnicas de percepção e observação, discutir práticas comuns no segmento, e apresentar conteúdos baseados no processo criativo de elaboração para a concepção de ensaios e editoriais de fotografia. Além disso, ao final da atividade, os participantes terão a oportunidade de expor os trabalhos produzidos durante a oficina em uma mostra organizada pelo Centro Europeu.


A oficina será realizado na sede Batel do Centro Europeu (Rua Benjamin Lins, 999), no dia 05 de agosto, das 10h às 16h, e nos dias 12, 19 e 26 de agosto , das 14h às 17h. As inscrições custam R$ 280 e podem ser feitas pelo telefone (41) 3324-6669. Mais informações no site www.centroeuropeu.com.br.

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Solar do Rosário-Curso extensivo de Fotografia Básica

Divulgação

Final de semana Iberê+Unisinos

Divulgação

Solar do Rosário - História da Literatura Brasileira

Divulgação

MASP - Escola

Divulgação

Pais são homenageados com show “Beatles para Pais e Filhos”

 
Crédito: David Flipsen

No sábado (12), Metralhas Beatles Again se apresenta de graça, com participação de Carol Passos do The Voice Kids, no Shopping Estação

O Faz de Conta preparou um espetáculo especial para o sábado (12), véspera de Dia dos Pais. Eles serão homenageados no show “Beatles para Pais e Filhos”, da banda Metralhas Beatles Again, com as músicas que consagraram o grupo inglês, como Yellow Submarine, Twist and Shoud e She Loves You.

“O melhor dos presentes são os momentos em família. E é isso que queremos promover aqui, uma tarde animada, com muito amor, para todos divertirem junto”, explica a coordenadora de Marketing do Shopping Estação.

O show é gratuito e está marcado para 16h, no Espaço Faz de Conta (piso L1).

Carol Passos

Para deixar a tarde ainda mais completa, a curitibana Carol Passos, que participou do programa The Voice Kids 2016, também solta a voz no palco e embala o público. Ela tem apenas 14 anos e surpreende a todos com o seu timbre grave, personalidade forte e veia rock/blues.

Serviço

Beatles para Pais e Filhos, com participação de Carol Passos
Sábado (12/8)
16h
Gratuito
Espaço Faz de Conta, piso L1


Shopping Estação
Av. Sete de Setembro, 2.775, Rebouças - Curitiba (PR)
(41) 3094-5300

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Memorial de Curitiba recebe a "FREE MOSAIC"- 6a. Bienal de Mosaico de Curitiba

Imagem: Divulgação
Mosaico de Denise Raasch Marcelino  inspirada na fotografia de Guilherme Pupo


De 04 de agosto a 03 de setembro deste 2017 acontece, no Mezanino e no Salão Paranaguá do Memorial de Curitiba, a exposição “FreeMosaic”.

A mostra do Depósito e Escola Curitiba de Mosaico, organizada pela empresária Leticia Melara em parceria com a artista Bea Pereira, abrigará 74 trabalhos produzidos por 88 mosaicistas. Participam artistas do Brasil, da Itália, da França e da Argentina.

As obras estão distribuídas em esculturas, painéis e uma instalação. A diversidade de técnicas, materiais e estilosé a proposta desta edição que pretende passar para o visitante a riqueza e a liberdade que o universo musivo permite na expressão artística de trabalhos contemporâneos.

O tema “FreeMosaic” indica a tendência mundial da livre criação de mosaicos artísticos em diferentes linguagens. Como resultado, ideias inusitadas quebramos paradigmas de como o mosaico foi realizado e percebido em toda a História.

Esta edição traz ainda o projeto especial- “Curitiba:Mosaico nas Fotos de Guilherme Pupo” -onde mosaicistas convidados interpretam 12 imagens da capital paranaense,captadas pelo fotógrafo curitibano, em painéis de um metro quadrado. Outra novidade da Bienal 2017 é a inclusão do cartum com a participação do artista convidado Ademir Paixão.

Eventos paralelos também farão parte da Bienal. O artista plástico Marcelo de Melo, brasileiro radicado em Amsterdam, além de participar como expositor, apresentará palestra e aula demonstrativa para artistas da técnica musiva. O objetivo é instigar os participantes a um pensamento criativo e contextualizado.


Serviço:
“Free Mosaic” – 6ª Bienal de Mosaico de Curitiba 
Local: Memorial de Curitiba 
Endereço: Rua Claudino dos Santos s/n - Largo da Ordem.
Curitiba-PR

Imagem: Divulgação
 "Tattoo you" por Deise M. Furlani

Exposição "SerVida, Amor?" de Elizabeth Sekulic, Cé Figueiredo e Márcia Dalcin no Café Bathé


Convite divulgação

Raízes, olhares abstratos e visões do subconsciente são alguns dos pontos de partida para as obras da exposição "SerVida, Amor?", com abertura na galeria do Café Bathé, nesta segunda-feira (7/8), a partir das 19 horas. Reúne cerca de 30 obra de três artistas paranaenses:Elisabeth Sekulic, Cé Figueiredo e Márcia Dalcin. Com curadoria de Birgitte Tümmler, a mostra pode ser visitada até 4 de novembro.

O título da exposição é uma união de palavras, “Ser”, “Vida” e “Amor”, um triângulo dos temas que as artistas propõem em seus trabalhos. “SerVida, Amor?” mistura telas inéditas com outras já expostas em coletivos ou individualmente. “Cada elemento traduz as obras das artistas, mostrando a unidade de uma pessoa, de uma existência”, comenta Birgitte.

Imagens marcantes
Elisabeth Sekulic aborda o tema “Ser”, no qual visita o inconsciente coletivo em técnicas de pigmentação em cera sobre tela e pintura em painéis de ferro. Seu ponto de partida são manchas nas superfícies, que ela recria com novos desenhos. “A criação artística não sai do consciente da pessoa, parte do inconsciente coletivo a partir de imagens”, explica Elisabeth, que se inspira nos trabalhos do psiquiatra Hermann Rorschach, cujo método diagnosticava pacientes a partir da interpretação destes de imagens de manchas. “Faço uma representação do que vi naquele momento”, comenta Elisabeth.

Já “Vida” fica a cargo de Cé Figueiredo. Ela constrói imagens a partir do estudo de plantas - tem formação em biologia. “A vegetação é um tema que gosto muito, tento transitar da arte pra biologia e vice-versa”, comenta. Assim, as telas com pinturas em acrílico revelam detalhes do sistema vegetal e a interação do homem com o meio ambiente.

PIlares existenciais
O tema “Amor”, por sua vez, é abordado por Márcia Dalcin, com suas obras abstratas em tinta acrílica. A fonte de inspiração parte do amor e da família, que ela considera seus pilares existenciais. Formas retilíneas de poucas cores se cruzam, são sobrepostas ou aparecem em paralelo, buscando equilíbrio na imagem. "Cada tela é uma tela, uma inspiração, que deixo fluir, sem seguir intencionalmente algum padrão pré-estabelecido", explica a artista sobre seus métodos de criação.

A curadoria é assinada pela artista plástica dinamarquesa Birgitte Tümmler. Entre seus trabalhos mais recentes, fez curadoria do coletivo “Redescobrindo o Brasil 2016” e dos individuais “Luminescências” (de Daniel Castellano), “Fóssil Futuro” (de Rogério Borges), “Plenitude em Pontos” (de Andréa Horn), “Seres Iluminados” (de Aline Albuquerque), “A Cerâmica” (de Gilberto Narciso) e “Papel” (de Osvalter Urbinati).

Exposição "SerVida, Amor?" no Café Bathé

Data: abertura dia 7 de agosto, a partir das 19 horas.
Horário: das 19h às 22h
Horários para visitação durante funcionamento do Café: de terça-feira a sábado, das 11h às 21h - até 4 de novembro.
Endereço: Rua Desembargador Costa Carvalho, 89 – Batel, Curitiba - PR
Informações: (41) 3026-7006
"Matéria via Curitiba em Destaque"